Às vezes, não é fácil introduzir o universo literário no mundo dos jovens e adolescentes, não é verdade? Se você quer saber como incentivar a leitura entre os jovens, saiba que existem algumas boas práticas indispensáveis para isso. Seja você pai, mãe, educador ou outro mediador, neste post, você encontrará dicas decisivas para levar mais leitura a esta garotada. Confira!

Como incentivar a leitura entre os jovens: 7 dicas indispensáveis

Veja a seguir algumas ações para incentivar a leitura!

Dica 1: Comece com uma leitura prazerosa

A leitura por prazer é o primeiro passo para a formação de novos leitores. Seja no ambiente escolar ou até mesmo em casa, os livros devem ser apresentados de forma lúdica, de modo a gerar um encantamento aos aspirantes a leitores.

Nesse sentido, é preciso refletir sobre como ler um livro. Sobretudo, observando o nível de maturidade do leitor. Nem sempre um leitor jovem já foi devidamente letrado, ou seja, ambientado no universo da leitura.

De acordo com uma recente pesquisa sobre a alfabetização no Brasil, o número de analfabetos no País reduziu, mas 65% dos brasileiros apresentam algum nível de dificuldade de leitura. E os jovens estão dentro dessa estatística.

Logo, não adianta olhar para um livro e questionar se ele é para criança desta ou daquela idade. Examine o livro tendo em vista a fase do leitor, o que independe de idade. Relembre essas fases no post: Como Ler um Livro: Todos Os Segredos Revelados!

Dica 2: Indique, não obrigue

Segundo a psicóloga Heloisa Fleury, diálogo e respeito são essenciais em uma relação familiar saudável. Dessa forma, dentro de casa, a melhor maneira de incentivar qualquer coisa aos jovens é ouvindo-os e respeitando sua opinião.

Nesse sentido, em entrevista ao site A2, Heloisa dá dicas de como NÃO deve ser a comunicação com os jovens. Em se tratando dos pais, para evitar ressentimentos e desconfianças entre os mais novos, é necessário evitar:

  • Interrompê-los quando estão explicando algo;
  • Controlar comportamentos fazendo uso de sentimento de culpa, remorso ou chantagens emocionais;
  • Menosprezar os sentimentos dos jovens;
  • Entre outros bloqueios a uma boa comunicação entre pais e filhos.

Quanto ao universo escolar, estudos mostram que os jovens estão cada vez menos interessados pela escola. O levantamento mostra que a pior avaliação por parte desses jovens foi em literatura: apenas 19,1% acha o conteúdo útil.

Por que parte dos jovens brasileiros não considera a literatura útil? Talvez, a leitura realmente não esteja de acordo com seus dilemas, sua realidade, com a atualidade.

Dessa forma, é preciso entender melhor o jovem, considerar sua opinião e, então, indicar sem autoritarismo. A leitura é encantadora por si só, basta deixar os jovens e adolescentes perceberem isso sem empurrar um tipo específico de literatura.

“Não há saber mais ou saber menos: Há saberes diferentes” — Paulo Freire.

Dica 3: Saiba que leitura não se resume a livros

Eu sou escritora, tenho 3 títulos publicados e nem por isso resumo a leitura a livros. Há uma variedade incrível de conteúdo literário disponível ao consumidor. Menosprezá-los é um grande engano.

Assim, conheça também outros formatos de leitura, como histórias em quadrinhos e mangás, tirinhas, histórias em áudio, leitura interativas em formato de games, e tantos outros!

Às vezes, quando se fale em como incentivar a leitura entre os jovens, pouco há de incentivo e muito há de julgamento, imposição e até mesmo condenação.

Então, se você quer mesmo despertar o gosto pela leitura entre esse público, não restrinja a leitura! Muito pelo contrário, abra o maior leque de opções possível a fim de mostrar aos jovens e adolescentes que há um tipo de leitura para cada assunto e gosto.

Dica 4: Busque novas histórias

Lembra o que eu falei sobre a percepção do jovem sobre a utilidade da literatura?

Vejo muitas escolas baterem na mesma tecla dos autores clássicos, dos livros que todo aluno deveria ler, dos livros que vão cair no vestibular. Mas, como os dados revelam, isso não tem sido suficiente para despertar o interesse do jovem pela leitura. Pelo contrário, tem afastado essas pessoas.

Então, quando pensamos em como incentivar a leitura entre os jovens, é preciso mudar e incluir novas obras no catálogo literário das escolas e também da biblioteca doméstica.

Veja bem: não estou falando para abandonar os grandes autores nacionais, como Machado de Assis e Monteiro Lobato. Mas sim que é preciso atualizar o leque de autores nacionais (e internacionais também, por que não!), pois os novos autores oferecem maior engajamento aos novos leitores.

Afinal, os novos autores estão vivos, conectados diariamente às redes sociais e, assim, conhecem os dilemas dos seus leitores e escrevem histórias próximas do seu cotidiano, dos seus dilemas. Logo, as chances de um leitor iniciante enxergar utilidade em um livro que relata, por exemplo, o bullying na escola, são bem maiores do que um texto realista ou naturalista.

Novamente, não estou falando de substituição. Obviamente é importante estudar sobre as correntes literárias e tal. Mas, por que um excluir o outro? É necessário começar pela literatura de entretenimento sim e depois seguir adiante com a leitura crítica. Creio que essa é a chave para melhores resultados de leitura no País: mais entretenimento e menos obrigação.

Como incentivar a leitura entre os jovens - Conheça Estes Livros

Dica 5: Promova projetos literários

Uma ótima forma de incrementar o catálogo literário é por meio de projetos literários. Uma feira literária escolar é um exemplo disso. Nela, além de novos títulos, também é interessante o contato direto com novos autores.

Muitos jovens tem uma visão distante do escritor. Não se dão conta de que há autores da mesma idade que a deles e que o mundo literário abre um horizonte de oportunidades.

Assim, um ótimo incentivo de leitura entre os jovens é o projeto literário. Os jovens adoram novidades. Não é coincidência estarem sempre ligados nas novas tecnologias.

Portanto, criar um projeto literário inovador, repleto de obras inéditas e conectando o jovem aos produtores de conteúdo, é uma forma eficiente de gerar o interesse pela leitura.

Dica 6: Abra a mente para o digital

A literatura também existe em formato digital. Se você quer saber como incentivar a leitura entre os jovens, não o condene!

Muitos parecem ver as mídias digitais como vilões, mas isso não é necessariamente verdade.

Embora os e-books representem apenas 1% do mercado editorial brasileiro, o digital ainda é uma oportunidade a ser explorada, principalmente devido ao crescimento de serviços de publicação como da Amazon e da Saraiva. Nesse aspecto, a produção de audiobooks tem crescido, o que fornece maior acessibilidade e variedade de conteúdo.

Além disso, é preciso ter em mente que os jovens e adolescentes e até mesmo crianças estão “hiperconectadas”. Segundo um levantamento feito pelo CGI 85% desse grupo afirma navegar na web pelo menos uma vez por semana. A pesquisa também aponta que 70% dos jovens têm perfis em redes sociais.

Desse modo, negligenciar essa preferência do jovem pelo digital pode ser crítico para quem deseja se comunicar melhor com esse perfil.

Dica 7: Fique por dentro das tendências

Jovens amam novidades e estão sempre por dentro das novas tendências. Se você quer cativá-los, fique por dentro delas também!

Os filmes de super-heróis, por exemplo, estão cativando cada vez mais adolescentes e jovens em todo mundo. Só para ilustrar, o filme Os Vindadores: O Ultimato se tornou a maior bilheteria da história dos EUA.

Isso pode e deve contribuir para a leitura! Afinal, essa história surgiu no universo literário: nas histórias em quadrinhos. Depois, com o sucesso, fizeram até mesmo versão em livro das histórias transmitidas nas telonas.

Assim, usando as tendências ao seu favor, é possível engajar com os jovens, se aproximar dos seus gostos e se conectar melhor com seu mundo. Então, é possível indicar a leitura de forma mais eficiente.

Viu como incentivar a leitura entre os jovens vai muito mais de assumir uma postura dialógica do que mudar a mentalidade dos jovens e adolescentes?

Eles querem ler, só não descobriram isso ainda. Logo, abra sua mente para o novo e aumente o leque de opões para essa garotada! Compartilhe este post e ajude a propagar essas dicas de como incentivar a leitura entre os jovens.