Já pensou em aprimorar sua leitura? Ler melhor e mais rápido? Ou até mesmo começar a ler um livro? Pois, é nem sempre a questão sobre como ler um livro é fácil.

Quando eu comecei a ler, durante minha infância, mesmo que o livro estivesse super interessante, às vezes eu perdia a concentração e acabava tendo que reler páginas passadas. Se tivesse barulho, então, aí era impossível!

Depois, com a prática, essa dificuldade de concentração foi passando. Da mesma forma, minha leitura foi ganhando velocidade e eu passei a ler diversos gêneros diferentes.

Então, se você quer vencer os obstáculos que tem impedido sua leitura, veja aqui dicas práticas de como ler um livro do início ao fim, sem mais complicações!

As fases do leitor

Primeiramente, tenha em mente que durante nosso processo de letramento e alfabetização todos nós lidamos com as fases do leitor. Portanto, vamos a elas para que você entenda seu momento nessa jornada, ok? Veja abaixo:

Pré-Leitor

Esse leitor ainda está descobrindo o mundo real, bem como o universo literário e o mundo da linguagem. Essa pessoa está estabelecendo relações entre imagens e palavras.

Logo, o mais adequado para esse leitor é uma leitura visual, ou seja, um livro com mais ilustração do que textos. Além de abordar temáticas como: vivências do cotidiano familiar e cenas individualizadas. Quanto aos textos, é interessante a apresentação em rimas.

Leitor Iniciante

Aqui, o leitor já começou seu processo de socialização e de racionalização da realidade. Por exemplo, já convive com os colegas da escola.

A preferência nessa fase, geralmente, é por histórias bem-humoradas. Só para ilustrar: histórias de animais, fantasia e problemáticas do universo infantil.

Leitor em Processo

Este leitor já domina o mecanismo da leitura. Assim, começa a se interessar pela busca do conhecimento. Desse modo, nessa fase, há a atração pelos desafios e pelos questionamentos em geral.

Nesse sentido, atenua-se a preferência pelos contos fantásticos, contos de fadas, folclore, histórias de humor e animismo.

Leitor Fluente

Aqui, a pessoa já domina os signos linguísticos e também tem mais facilidade para interpretar plenamente textos sem a necessidade de ilustrações.

Além disso, nessa fase inicia-se o desenvolvimento da capacidade tanto de compreensão do que foi lido quanto do pensamento formal e reflexivo. Logo, apreciamos histórias compostas por: heróis / heroínas que lutam por ideais humanitários e justos.

O leitor fluente também aprecia suspenses, aventuras de detetives e mistérios em geral. Além de obras de ficção científica, romances românticos e histórias da atualidade.

Leitor Crítico

Este é o leitor pleno, que já domina completamente a leitura e a linguagem escrita.

Nessa fase, a pessoa conquista pensamento crítico e reflexivo. Assim, tem a capacidade de assimilar ideias e compreender textos mais complexos e conceitos subentendidos.

Nesse caso, a tendência é a preferência por aventuras intelectualizadas, literatura de viagens, histórias com conflitos psicológicos, obras de crônicas e contos.

Como ler um livro ideal para a sua fase

Agora que você conhece as principais fases do leitor, fica mais fácil escolher um livro mais propício para a sua fase de leitura. Vale ressaltar que isso independe de idade. Cada um tem o seu ritmo. Respeite o seu tempo e encare os livros sem preconceito.

Por exemplo, eu lembro de uma época em que meus colegas condenavam o livro ilustrado. Mas, eu sempre gostei de misturar esses dois tipos de linguagem: visual e escrita. Porém, às vezes é difícil combater a moda atual, não é? Mas, mesmo sendo difícil, lute pelo seu interesse e escolha o que é melhor para a sua fase do leitor. Liberte-se do “o que os outros vão achar”. O importante é ler o que você gosta e consegue absorver da melhor forma.

Portanto, para escolher um livro adequado para sua fase, examine suas habilidades de leitura (com sinceridade, sem medo!).

Só para ter uma ideia, se você ainda não tem segurança para encarar um livro com mais de 200 páginas ou uma série literária, é interessante começar com um livro de contos.

Contos são histórias mais curtas, com cerca de 3 a 5 páginas, em média. Um livro de contos, também chamado de antologia, reúne mais de uma dessas histórias e no final pode conectar todas elas. É uma ótima opção para começar a ler, seja qual for a sua idade.

Depois, o céu é o limite!

Por outro lado, se você já tem segurança para ler um livro mais complexo, com mais páginas e que envolva mais recursos de linguagem, o céu é o limite! Nesse caso, experimente de tudo um pouco. Procure conhecer obras dos principais gêneros literários, a saber:

  • Épico: compostos basicamente por histórias de heróis, misturando simbolismo, fantasia, dados históricos reais, além de poemas. Exemplo: Odisseia de Homero;
  • Dramático: voltado mais para a representação, podendo ser tragédia ou comédia. Exemplo: Édipo rei;
  • Lírico: também conhecido como poesia. Exemplo: Soneto da Fidelidade (poema de Vinícius de Moraes);
  • Narrativo: história apresentada em cadeia de eventos. É o gênero dos livros literários atuais no geral. Exemplo: A Irmandade Secreta (Vol. I da série Derek Dustin e As Crônicas do Rei, autora Dani Ferreira).
  • Ensaio: texto geralmente curto que envolve a defesa do autor sobre determinado tema, uma tese ou dissertação argumentativa baseada em dados da área. Exemplo: Sobre Histórias de Fadas, de J. R. R. Tolkien.

Conheça os Livros da Autora Dani Ferreira

Dicas de como ler um livro na prática

Em primeiro lugar, elimine qualquer preconceito. Sabe quando você julga um livro pela capa, ou pelo o que alguém disse? Pois, é… É disso mesmo que eu estou falando. Esqueça essas ideias preconcebidas e experimente livros novos, autores novos! É assim que você desenvolve suas habilidades de leitura e avança para níveis mais elevados.

Em segundo lugar, procure um ambiente mais propício para sua leitura. Lembra do exemplo que eu dei sobre mim? Inicialmente, eu não conseguia ler com barulho. Se você também passa por isso, a solução não é parar de ler! Pelo contrário. Nesse caso, busque um ambiente tranquilo a fim de conseguir ler o livro em questão.

Minha terceira dica é: crie um desafio de leitura. Quem resiste a um bom desafio, não é? Eles nos estimulam e podem nos ajudar a alcançar os objetivos. Portanto, estipule um número de páginas mínimas por dia até o final do livro. Por exemplo, se você estiver lendo um livro de 130 páginas e pretende manter uma leitura diária, durante um mês, sua meta pode ser ler 4 páginas por dia. Não é muito, concorda?

Finalmente, é fundamental não desistir da leitura. Mesmo que na última página você realmente não goste do livro, pelo menos desenvolveu suas habilidades e poderá opinar criticamente sobre o assunto da obra e a obra em si. Logo, você terá praticado seu pensamento crítico e racional. Então, nunca é um desperdício ou uma perda de tempo.

Além disso, existem muitos livros no mundo e é improvável que nenhum deles seja do seu agrado. Basta continuar procurando e lendo, experimentando novas obras, até encontrar seu estilo literário preferido.

Desse modo, você pode ver que a ideia de como ler um livro é bem tranquila, não é? Se você gostou das dicas, compartilhe com seus amigos e conte como será sua prática de leitura a partir de agora!