Quais os limites para ser um escritor? Será que existe uma idade melhor ou até mesmo a idade para começar a escrever?

Deparei-me com essa questão em algumas conversas e palestras que participei e dirigi, então resolvi escrever este post para nos ajudar a refletir sobre isso. Já ouvi alguns jovens, adolescentes e crianças se achando novos demais para escrever algo como um livro, e adultos se sentindo muito ultrapassados para começar qualquer outa carreira, quanto mais a literária. 

Acho que a questão principal nisso é o pensamento de que todos temos que seguir a mesma regra, de que todos devemos viver a mesma “fórmula”. Acredito que não exista idade para se recomeçar, se renovar, se refazer. Se você quer exercer uma profissão diferente, praticar uma atividade que te faça verdadeiramente feliz, vá em frente. Sua idade não limita sua capacidade de criar algo novo.

Quanto a prática da escrita, é exatamente isso que você deve fazer para ser um escritor: praticar. Um escritor é aquele que escreve. Se você escreve artigos, você é um escritor. Se você escreve um blog, você é um escritor. Se você escreve no secreto de seu diário, rascunho, bloquinho, ou em qualquer outro objeto, você é um escritor. Escrever é prática e dedicação. Requer paciência para esperar a melhor ideia brotar e empenho para desenvolvê-la. Se você parar, seja pela idade ou por qualquer outro motivo, então o texto nunca será concluído.

Se você gosta de escrever, escreva. Você não precisa para de estudar (pelo contrário!), parar de trabalhar, deixar de ser pai, mãe, irmã, marido, esposa… Apenas fuja um pouco de sua rotina, deixe a ideia fluir e comece a desenvolvê-la. Se você não parar, no momento certo, isso se torna um livro, um artigo, um post, um poema, uma redação, uma carta, uma crônica, enfim, aquilo que sua ideia nasceu para ser. Existe idade para escrever? Apenas se você assim acreditar. Se empenhe naquilo que você quer ver como realidade. Este é um incentivo de quem conhece os dilemas da profissão: não desista e mostre ao mundo o escritor que há em você.