Aproveitando os momentos turbulentos da vida para criar, recriar e inovar!

É, pessoal, já sabemos que a única coisa previsível na vida é que ela é imprevisível. Vivemos em altos e baixos, sucessos e fracassos, vitórias e derrotas, e por aí vai. A questão é: como vamos encarar isso tudo? Como reagir em tempos críticos? Como usar crises a nosso favor?

Vou lhes contar uma pequena história: para aqueles que ainda não sabem, foram momentos turbulentos que me levaram a escrever. Encontrei na escrita um escape para uma série de crises que vivia na época. Eu tinha acabado de mudar novamente de cidade, devido ao trabalho do meu pai, e a mudança foi bastante trágica. Eu tinha acabado o Primeiro Ano do Ensino Médio, e para mim era muito importante concluir todo o clico na mesma escola, mas com a mudança de cidade, isso não foi possível. A ruptura desse ciclo, entre outros muitos problemas de adaptação, geraram um certo “bloqueio” na minha mente, e isso acabou refletindo no meu rendimento escolar na nova escola, onde iniciara o Segundo Ano do Ensino Médio. Eu estava acostumada a tirar notas altas, ser a aluna “nota 10”, e estava, agora, com problemas para passar de ano. Isso tudo impactou nas minhas decisões profissionais futuras, e muitas dúvidas tomaram minha mente. Foi quando passei a acreditar não ser capaz de passar para nenhuma universidade (na época estava obcecada por cursar Engenharia e estava com problemas em Matemática, Física e Química!). Todos esses dilemas, além de outras questões pessoais, crises existenciais, crises financeiras e tudo mais quanto podem afetar a sanidade de qualquer ser humano, refletiram na minha saúde. Eu voltei a ter fortes crises de asma, uma doença que estava adormecida desde minha infância. Passei a ter que faltar muitas aulas, e sair de algumas carregada direto para o hospital. A frustração foi inevitável. Então, uma noite, meu pai virou para mim e para minha irmã e disse: “vamos escrever um livro?” A ideia pareceu absurda para mim na hora, mas depois não saiu de minha mente. Então, como escape de todas as dificuldades que eu vivia, passei a elaborar a ideia, que se transformou em um planejamento, depois um projeto, depois uma série, e eu comecei a escrever meu primeiro livroDerek Dustin e as Crônicas do Rei Volume 1 – A Irmandade Secreta. Eu ainda não sabia na época, mas eu estava no caminho de me encontrar. Cinco anos mais tarde, depois de enfrentar várias adversidades, eu consegui juntar os recursos necessários para uma publicação independente, e lancei meu livro, com o propósito de divertir, emocionar e passar uma mensagem de esperança ao leitor.

Talvez você possa achar essa história meio boba, mas aqueles que já passaram por duras mudanças, seja na área que for, sabem como é difícil se recriar, se refazer, e recomeçar do zero. Eu quero dizer que há esperança! Essa história é para ilustrar que, seja qual for o momento turbulento que você esteja vivendo, você pode se reinventar! Você é capaz de se levantar e criar algo novo! Canalize seus problemas em algo produtivo, algo que possa inspirar pessoas que passam pela mesma situação que você. Apegue-se às artes! Elas têm extrema importância na vida humana. Não negligenciemos o seu poder em nossas vidas. Elas são um arauto de esperança! escreva, pinte, componha, cante, dance, interprete…

Não deixe de sonhar com um futuro melhor. Há esperança! Em meio às crises, podemos nos levantar e nos encontrar de uma maneira surpreendente.

Destaque: Livro Derek Dustin e As Crônicas do Rei A Irmandade Secreta
Conheça o livro 1 da série Derek Dustin e as Crônicas do Rei, o título: A Irmandade Secreta

Essa é uma pequena parte de minha história. Falo um pouco mais dessa minha experiência que me levou a escrever no prefácio do meu livro, e não poderia deixar de fazer aqui o convite para você conhecer minha obra, a série, e meus valores e missão com esse projeto. Leia o primeiro capítulo aqui no site: LER PRIMEIRO CAPÍTULO. Envie seus comentários, perguntas, sugestões. Será um prazer respondê-lo. Desde já, agradeço sua visita e interesse em ler esse post.